+34 987 78 11 83 | +34 690 76 80 40 labastideduchemin@gmail.com
Depois do Caminho.
noviembre 26, 2020

claudia

Deixo-vos a minha reflexão depois de ter percorrido o Caminho, deixo-vos com o meu «Depois do Caminho».

Veio-me à cabeça, foi uma vontade? um querer? uma necessidade talvez, ou simplesmente o final de mais um ciclo. E queria partilhar esta reflexão com vocês que fazem parte e são provavelmente os únicos que saberão “escutar”, “ler” nas entrelinhas, entender o sentimento, que não me vai ser possível descrever por ser maior do que me cabe no peito. Ou… porque simplesmente eu sou assim, ao pôr no papel consigo finalmente fechar uma porta e abrir uma janela para um novo horizonte, levando comigo mais riqueza, mais força, mais conhecimento de mim.

 

Mais ainda, será dificil fazê-lo numa língua que não a minha, mas pela qual optei por ser a mais universal entre nós. Espero que o que se perder na tradução, não retire o essencial, pois sei que sabem escutar com a “voz do coração”.

 

Faz um ano, hoje, que iniciei um “caminho” em diversos aspectos: físico, mental e espirítual.

Foi sobretudo “mágico” e de uma intensidade tão profunda que demorei a “fazer a ponte” e encontrar o equilíbrio entre o quotidiano e o mágico, o real (dreuzel world) e a utopia. E foi também um caminho que se entrelaçou no meu próprio “caminhar solitário” – naquilo a que chamamos a “nossa vida”.

Nem eu sabia na altura e durante este tempo que o “entendimento” de mim e das coisas, me mudariam para sempre e que alcançaria uma tranquilidade, podendo finalmente pôr de lado a zanga (separações, deportações, mortes, desemprego, amigos doentes, amigos em desespero… um rol sem fim de perdas que nos conduzem à zanga, ao luto e algum atordoamento).

 

Falámos, lembram-se, das várias etapas do caminho, a que demos nomes.

Até Burgos: a adolescência com seus medos e conquistas, indecisões e deslumbramento. Pura aprendizagem.

De Burgos a Léon: Idade adulta com a sua infindável responsabilidade e compromissos de trabalho, carreira, filhos, atingir metas… e claro alegrias também, cimentando muito do que já somos.

De Léon a Santiago: a maturidade ou evelhescência, o relaxar, o saborear, o elogio à vida, às conquistas, o encarar as tempestades com menos medos, mais destreza.

Foi o trecho onde mais chorei!  e mais cantei !

Foi o trecho onde me senti mais forte, pussante, linda. Eu tinha chegado até ali, forte, saudável, alegre, solidária, amiga… “o peixe que finalmente estava a descobrir água”. J

Por fim, Santiago que seria a “elevação espiritual”. Algo que na altura falámos e entendi. C’est Espirituel… entre entender o conceito e senti-lo vai um passo de gigante.

 

Santiago escapou-se-me entre os dedos algum tempo. Voltei, fiz outro caminho, também cheio de significados, encontros e desencontros, limpeza de alma e crescimento e chegada a Santiago.

E agora?

E sentei-me no início da “ponte” olhando o “nevoeiro” que tinha pela frente, o “caminho” ainda a percorrer para poder chegar ao “essencial”.

 

E, finalmente !!! estou a percorrer a ponte….. estou no CAMINHO.

 

A vida não está aí apenas para ser suportada ou vivida, mas elaborada. Eventualmente reprogramada. Conscientemente executada.

Não é preciso realizar nada de espectacular.

Mas que o mínimo seja o máximo que se consegue fazer connosco mesmos.

 

E o essencial não tem nome nem forma

é descoberta e assombro, glória ou maldição de cada um. (Lya Luft)

 

A vocês meus amigos, amores e companheiros de “caminhada” agradeço e desejo o mesmo que para mim.

 

Sempre preservar a capacidade de sonhar abrindo “janelas para a paisagem” e “varandas para o sol”.

 

By Fátima Gouveia

0 comentarios

Enviar un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Si continuas utilizando este sitio aceptas el uso de cookies. más información

Los ajustes de cookies de esta web están configurados para «permitir cookies» y así ofrecerte la mejor experiencia de navegación posible. Si sigues utilizando esta web sin cambiar tus ajustes de cookies o haces clic en «Aceptar» estarás dando tu consentimiento a esto.

Cerrar